Catarina Lira Pereira

Home

Works

Biography

News

Contacts

Images come and go in our minds as if they were reflections in agitated water. They are consequences of moments and places that marked, generated feelings, which hold us. They are connections created by some type of emotional impact and that also shape the essence of individuality. There's something potentially vulnerable in that, because our perception feeds on the reality where it lives in memory and on the reality that is constantly capturing the present.

Exploring the space of memory is a way of perpetuating stories, as when they are passed on from generation to generation. Their description or reconstruction forces us to succumb to an inevitability of the creation of a parallel between reality and distortion. They are imperfect representations of a past that is altered, fragmented, rebuilt and reinterpreted in time. These works want to depict a struggle against the feeling of forgetfulness and an acceptance of the sense of distorted past. It is making that past into something tangible to spectators, a sharing of complex details and memories.

 

Imagens surgem e desaparecem nas nossas mentes como se de reflexos em águas agitadas se tratassem. São consequências de momentos e locais que marcaram, geraram sentimentos, que prenderam. São ligações criadas por algum tipo de impacto emocional e que moldam também a essência da individualidade. Há nisso algo de potencialmente vulnerável, porque a nossa percepção alimenta-se da realidade que vive na memória e da realidade em constante captura do presente.

Explorar o espaço de memória é uma forma de perpetuar histórias, como quando se contam de geração em geração. A sua descrição ou reconstrução submete-nos a uma inevitabilidade da criação de um paralelo entre realidade e distorção. São representações imperfeitas de um passado que é alterado, fragmentado, reconstruído e reinterpretado no tempo. Estas obras pretendem figurar uma luta contra o sentimento de esquecimento, e uma aceitação do sentido do passado distorcido. É fazer desse passado algo tangível ao espectador, uma partilha de detalhes e de memórias complexas.

www.000webhost.com